Pastoral da Juventude debaterá “A confecção Humana da Bíblia”

Tema: A confecção humana da Bíblia
Lema:
Esperança e Profecia sustentam a caminhada.

EPJ-ARTEA Pastoral da Juventude da Paróquia Nossa Senhora do Carmo, em Itaquera se reunirá para mais uma vez celebrar, estudar e lançar seus olhares nas alegrias e esperanças do nosso povo. Esse quinto ano traz a emblemática preocupação de toda a coordenação em buscar o fortalecimento de nossa identidade e de uma formação consistente. Para tanto, nos debruçaremos sobre o tema “A confecção humana da bíblia” uma maior inserção na narrativa bíblica.

O Objetivo é superar a infeliz condição contemporânea do fundamentalismo religioso, a desistoricização da revelação bíblica e a importância do retorno aos seus escritos como fundamento de nossa esperança e profecia até os dias de hoje.

A partir deste fato, lançaremos o olhar sobre a história do “povo de Israel” que é a confecção de um projeto popular de sociedade construído com mãos de esperança e de profecia. Errando ou acertando, desde o projeto da criação do Gênesis até a Nova Jerusalém do Apocalipse, os povos da Bíblia perseguem o sonho de um mundo melhor, mais justo.

Duração, data e local do evento.

Data: 20 de setembro de 2015 (Domingo)
Hora: 8h30 às 15h.
Local: CIFA
Rua Flores do Piauí, 170. Itaquera. São Paulo

A CONFECÇÃO HUMANA DA BÍBLIA – UM LIVRO FEITO EM MUTIRÃO.
Texto de Carlos Mesters, adaptado por Roséte de Andrade

 1 – QUEM ESCREVEU A BÍBLIA?

Não foi uma única pessoa que escreveu a Bíblia. Muita gente deu a sua contribuição: homens e mulheres; jovens e velhos; pais e mães de família; agricultores, pescadores e operários de várias profissões; gente instruída que sabia ler e escrever e gente simples que só sabia contar histórias: gente viajada e gente que nunca saiu de casa; sacerdotes e profetas, reis e pastores, apóstolos e evangelistas.

Era gente de todas as classes, mas todos convertidos e unidos na mesma preocupação de construir um povo irmão, onde reinassem a fé e a justiça, o amor e a fraternidade, a verdade e a fidelidade, e onde não houvesse opressor nem oprimido.

Todos deram a sua colaboração, cada um do seu jeito. Todos foram professores e alunos uns dos outros. Mas aqui e acolá, a gente ainda percebe que nem sempre foi fácil. Alguns às vezes, puxavam a brasa um pouquinho para o seu lado.

2 – QUANDO FOI ESCRITA A BÍBLIA?

A Bíblia não foi escrita de uma só vez. Levou tempo, muito tempo, mais de mil anos. Começou em torno do ano 1250 antes de Cristo, e o ponto final só foi colocado cem anos depois do nascimento de Jesus.

A Bíblia saiu da memória do povo. Nasceu da preocupação de não esquecer o passado.

3 – ONDE FOI ESCRITA A BÍBLIA?

A Bíblia não foi escrita no mesmo lugar, mas em muitos lugares e países diferentes. A maior parte do Antigo e Novo Testamento foi escrita na Palestina, a terra onde o povo vivia, por onde Jesus andou e onde nasceu a Igreja.

Algumas partes do Antigo Testamento foram escritas na Babilônia, onde o povo viveu no cativeiro, no século sexto antes de Cristo. Outras partes do Antigo Testamento foram escritas no Egito, para onde muita gente tinha imigrado depois do cativeiro.

O Novo Testamento tem partes que foram escritas na Síria, na Ásia Menor, Na Grécia, e na Itália, onde havia muitas comunidades, fundadas ou visitadas pelo Apóstolo Paulo.

Ora, os costumes, a cultura, a religião a situação econômica, social e política de todos estes povos deixaram marcas na Bíblia e tiveram sua influência na maneira de a Bíblia apresentar a mensagem de Deus aos homens.

4 – O ASSUNTO DA BÍBLIA:

O assunto da Bíblia não é só doutrina sobre Deus. Lá dentro tem de tudo: doutrina, histórias, provérbios, profecias, cânticos, salmos, lamentações, cartas, sermões, meditações, orações, filosofia, romances, cantos de amor, biografias, genealogias, poesias, parábolas, comparações, tratados, contratos, leis para organizar o povo, leis para o bom funcionamento do culto, coisas alegres e coisas tristes, fatos concretos e narrações simbólicas, coisas do passado, coisas do presente, coisas do futuro. Enfim, na Bíblia tem coisas que dá para rir e para chorar.

Tem trechos da Bíblia que querem comunicar alegria, esperança, coragem e amor. Outros trechos querem denunciar erros, pecados, opressão e injustiças. Tem páginas lá dentro que foram escritas pelo gosto de contar uma bela história para descansar a mente do leitor e provocar nele um sorriso de esperança.”

hqdefault

Carlos Mesters.

mais informações: juventudecarmo@hotmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s