Católicos LGBT enviam mensagem ao sínodo da Família

Na Igreja que deve ser ponte e não torna-se barreira (papa Francisco), LGBT enviam mensagem ao Sínodo da Família:

12105688_10200972867999650_7274419955095805524_n“Prezadas Irmãs e Irmãos presentes ao Sínodo da Família,
Saudações da recém-nascida Rede Global de Católicos/as do Arco-Íris!

Somos um grupo de Católicos que são lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais e, juntamente com nossas famílias e amigos, passamos os últimos dias não muito longe de Vossas Excelências, em Roma, consolidando dois anos de trabalho, o qual avançou em paralelo com os duplos preparativos do Sínodo.

Somos provenientes de mais de 30 países, seja como indivíduos ou como representantes de grupos, envolvidos no florescimento de pessoas LGBT como nós na vida de nossas igrejas locais, (como também em muitas outras tarefas). Os últimos anos não foram fáceis! Muitos em nossa Igreja achavam que estavam servindo a Deus por nos odiarem, e muitos ainda agem assim, especialmente na Hierarquia; mas lhes afirmamos com alegria que temos mantido nossa Confissão da Fé Católica! Temos mantido a fé mesmo sendo perseguidos e estamos prontos a juntar-se a Vossas Excelências no anúncio do Evangelho para o qual o Papa Francisco nos convocou.

Porque Deus é maravilhoso, temos constatado que por meio de nossa vida como escória em meio ao Povo de Deus, o Espírito Santo nos tem dado uma surpreendente (ao menos para nós) capacidade de permanecer de pé e na linha de fogo, de não nos intimidarmos por aqueles que nos temem, não nos ressentirmos da incapacidade de aprovação e da burocrática mesquinhez de espírito e desonestidade à qual somos regularmente submetidos. Aprendemos que o que importa não é o que a Igreja pode fazer por nós, mas sim o que nós podemos fazer pela Igreja.

Precisamos estar melhor preparados para nos somarmos a Vossas Excelências em vossa missão de difundir o Evangelho e constituir famílias nas quais (como já temos frequentemente vivenciado) Deus se deleita. Precisamos nos apoiar mutuamente e apoiar outros que são mais vulneráveis que nós próprios, em âmbito mundial, especialmente nos países que nos criminalizam e que até acreditam que estão honrando a Deus quando nos matam. Precisamos ser capazes de compartilhar informações, combater a falsidade, encorajarmos uns aos outros em nossas necessidades e fortalecer nossas famílias, principalmente nos lugares em que a lei civil ainda não as respeita. Por isso, decidimos formar uma Rede global, a fim de reunir grupos de Católicos LGBTI, nossas famílias e amigos, bem como outros cristãos e pessoas de boa vontade. Isto permitirá que estejamos muito mais preparados para compartilhar experiências, histórias de vida, exemplos de boas práticas: pequenos milagres do amor.

Queremos formar nossa rede de tal modo que possamos inclusive ser úteis a Vossas Excelências, embora saibamos de longa data o qual assustados muitos de vocês ficam ao se comunicar conosco discretamente, e menos ainda a conversar conosco publicamente! Tendo aprendido, junto com Jesus, a não ficarmos consternados pelas falsidades e calúnias que nos dizem respeito e as quais algumas de Vossas Excelências ainda parecem desposar, e até dissimular como “ensinamento da Igreja”, Vossas Excelências encontrarão em nós resiliência, pois sabemos que somos amados. Na quase ausência de pastores visíveis, passamos a confiar e amar a um Pastor que não se envergonhou de se entregar à morte por nós, Aquele cuja voz ouvimos, com quem não rivalizamos e em cuja luz todos os outros que se autodenominam pastores podem ser testados quanto as seus frutos. Por este motivo, Vossas Excelências talvez se surpreendam com nossa mansidão!

Assim, escrevemos para desejar a Vossas Excelências encorajamento nestes dias em que o Sínodo se reunirá, bem como nos meses e anos que virão à medida que começamos a viver os indícios de novidade que estão começando a nascer, descobrindo novas maneiras de celebrar a família, ao invés de condenar o vinho que ameaça romper os velhos barris. Foi emocionante que Vossas Excelências tenham ouvido junto conosco a maravilhosa homilia do Papa Francisco na Filadélfia na semana passada, na qual ele extraiu as consequências da repreensão tanto de Jesus quanto de Moisés àqueles que retêm o Espírito e O impedem de se manifestar.

Temos rezado por Vossas Excelências em todas as Missas de nosso encontro e pedimos que rezem por nós, confiantes de que em breve poderemos dialogar com transparência e alegria. Pois estamos impressionados por descobrir que, nos últimos anos, apesar de tudo e porque nada é impossível a Deus, nós nos enxergamos dentro da vida do Evangelho, juntamente com Vossas Excelências, como colaboradores, compartilhando todas as vossas alegres tarefas.

Com um caloroso abraço de vossas irmãs e irmãos do arco-íris, em Cristo.

Roma, Festa de São Francisco de Assis, 2015″

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s