Carta das Católicas pelo Direito de Decidir ao Papa Francisco

Via Católicas pelo Direito de Decidir

Estimado Papa Francisco:

Como Católicas pelo Direito de Decidir, apreciamos sinceramente que, no marco do Ano da Misericórdia, você tenha compreendido o dilema em que muitas mulheres se encontram diante do imperativo de interromper uma gravidez não desejada e em consequência disso tenha concedido aos sacerdotes, já não mais única e exclusivamente aos bispos, a função de absolver o que tem chamado de “o pecado do aborto”. Continuar lendo

Anúncios

Trechos do Discurso do Papa Francisco no Congresso Norte Americano

CPrNh98WsAAp4N7

Francisco inicia seu discurso dizendo ser a América como a “terra dos livres e casa dos valorosos”. Apresentou-se como um “filho deste continente”.

“A atividade legislativa baseia-se sempre no cuidado das pessoas. Para isso fostes convidados, chamados e convocados por aqueles que vos elegeram. O vosso trabalho lembra-me, sob dois aspectos, a figura de Moisés. O vosso trabalho lembra-me, sob dois aspectos, a figura de Moisés.” (A referência a Moisés é interessante, pois é uma figura reconhecida também por judeus e muçulmanos).

“Quero dialogar com todos vós, e desejo fazê-lo através da memória histórica do vosso povo.
(…) Um povo com este espírito pode atravessar muitas crises, tensões e conflitos, já que sempre conseguirá encontrar a força para ir avante e fazê-lo com dignidade. Estes homens e mulheres dão-nos uma possibilidade de ver e interpretar a realidade. Ao honrar a sua memória, somos estimulados, mesmo no meio de conflitos, na vida concreta de cada dia, a haurir das nossas mais profundas reservas culturais.

Quero mencionar quatro destes americanos: Abraham Lincoln, Martin Luther King, Dorothy Day e Thomas Merton. (…)

Continuar lendo